Missão Empresarial México-Guadalajara

Etiquetas: ,
___________________________________________________________________________________

No passado dia 24 de outubro, a Casa da América Latina participou na sessão de esclarecimento relativa à missão empresarial ao México – Guadalajara, a decorrer de 25 a 30 de novembro, enquadrada no contexto da Feira Internacional do Livro de Guadalajara,  que  este ano conta com a participação de Portugal como país convidado.

Esta Missão empresarial tem como objetivo proporcionar um conjunto de oportunidades às empresas portuguesas que pretendam conhecer e desenvolver negócios no mercado mexicano, uma iniciativa apoiada até 50% , pelo projeto conjunto de internacionalização “Portugal Connect 2017/2018” que é cofinanciado pelo Portugal 2020, do COMPETE 2020, do Programa Operacional Lisboa 2020 e da União Europeia.

Naquele que foi o primeiro ato oficial de Jennifer Feller, Alfredo Pérez Bravo descreveu-a como “uma das mais brilhantes diplomatas mexicanas da atualidade”, regozijando-se por poder contar com esta como “sua número dois”. O Embaixador do México em Portugal deu início à sessão, reforçando a relevância que o mercado mexicano tem vindo a ganhar junto das empresas portuguesas e que atualmente se configura como “o segundo mercado mais importante para Portugal na América Latina”.

O Presidente da CCILM, Miguel Gomes da Costa, apontou o México como um “mercado de grandes oportunidades” e demonstrou-o, apresentando os dados revelados num dos últimos reports internacionais, onde este país se assume como a segunda economia mais competitiva da América Latina – só suplantado pelo Chile –  e lider em dois dos 12 pilares que medem o índice de produtividade dos países: o do Enquadramento Macroeconómico (99,4%) e o da Dimensão do Mercado, fruto também da dimensão do seu território. Portugal, por sua vez, destaca-se ao nível das Tecnologias de Informação e Comunicação e na Capacidade de Inovação Tecnológica, áreas onde existem verdadeiras oportunidades de concretização de negócios, para as empresas portuguesas, no México.

Miguel Gaeiras da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), salientou o facto de a missão coincidir temporalmente com a FIL Guadalajara, “a exposição cultural mais importante na América Latina”, que este ano tem Portugal como país convidado, “o que quer dizer que durante dez dias [duração do evento] todos os olhos latino-americanos vão estar postos em Portugal nas áreas culturais e também empresariais”. “A AICEP aproveitando os parceiros locais, vai dinamizar um conjunto de iniciativas na área económica, pra promover as empresas e os produtos portugueses neste pais”, concluiu.

Ainda a respeito da missão, o coordenador do Projeto Portugal Connect, Pedro Neto, explicou que esta iniciativa servirá não só para “iniciar, mas também para reforçar atividade no mercado mexicano.” Já Jorge Alberto Yarte-Sada no enquadramento económico que fez da região de Jalisco, destacou a abertura do país para todos os setores e, concretamente essa região, como uma das mais promissoras do México. O Vice-Presidente da CCILM admitiu ainda que “as empresas mexicanas precisam de novos parceiros e esta missão será uma excelente oportunidade para concretizar parcerias” referiu.

A última intervenção da tarde ficou ao cargo da Coordenadora Económica da Casa da América Latina, Cristina Valério, animou as empresas a participar num “momento único de projeção e destaque da marca Portugal no México, onde a cultura e os negócios se devem e vão aliar. Até porque a cultura também é um negócio”.