Olvido García-Valdés: “Um poema é um lugar raro onde se guarda a vida”

Olvido García-Valdés é licenciada em Filologia Românica e Filosofia. Entre outros prémios em 2007 foi agraciada com o Prémio Nacional de Poesia com o livro Y todos estábamos vivos (Tusquets, Barcelona, 2006, 2007).

Entrevista a Ramón Cote: “Desde pequeno procurava Lisboa nos mapas”

Ramón Cote Baraibar (Cucúta, Colômbia, 1963) é licenciado em História de Arte pela Universidade Complutense de Madrid. Publicou vários títulos de poesia, entre os quais se destacam Poemas para una fosa común (1984-1985), Informe sobre el estado de los trenes en la antigua estación de Delicias (1991), El confuso trazado de las fundaciones (1992), e Colección privada (2003), que recebeu o Prémio de Poesia da Casa de América de Madrid.

CAL organiza Encontro Ibero-americano de Poesia

O “Encontro Iberoamericano de Poesia”, organizado pela Casa da América Latina no âmbito da Capital Iberoamericana da Cultura, vai decorrer entre os dias 21 e 25 de março.