Gabriela Michetti, Vice-presidente da Argentina visitou Portugal

Etiquetas: ,
___________________________________________________________________________________

“O tema que me interessa particularmente desenvolver é o das políticas para as pessoas portadoras de deficiência.”

De visita a Portugal, Gabriela Michetti, Vice-presidente da Argentina, elegeu a deficiência como política de estado, e a defesa dos artesãos argentinos enquanto empreendedores e criativos, e fonte de desenvolvimento económico das comunidades onde estão inseridos.

No âmbito da conferência “Mulheres na Política: Liderança e Empoderamento”, que decorreu no ISCTE e que juntou académicos e representantes de várias embaixadas latino-americanas, a vice-presidente da Argentina lembrou que “nunca houve uma política central de estado na Argentina sobre as pessoas portadoras de deficiência” e que “há 24 províncias que têm de se coordenar com o senado.”

Por essa razão, Gabriela Michetti decidiu abraçar este tema e “começar uma política de estado” relacionada com ele. Hoje em dia existe uma Agência Nacional de Pessoas Portadoras de Deficiência e a política dedicada a este assunto está no top 5 das políticas de estado argentinas.

Ao mesmo tempo que desenvolveu a criação de medidas específicas paras as pessoas portadoras de deficiência, a Vice-Presidente da Argentina procurou também impulsionar o tema do artesanato argentino. Recordou que hoje em dia, “os azulejos e as majoricas estão muito na moda na Argentina” sendo uma marca que se transporta pelo mundo.

Um dos projetos relacionados com as políticas para impulsionar o artesanato deste país prende-se com a criação de uma página web onde os artesãos possam vender os seus produtos. Outro, é o lançamento do primeiro livro sobre artesanato daquele país.

O artesanato argentino é então uma das apostas de Gabriela Micheti e um dossier objeto de políticas económicas específicas, com o objetivo duplo de valorizar o que existe e dar-lhe mais visibilidade, gerando desta forma trabalho e oportunidades.

A Vice-Presidente da Argentina recordou também o pedido do presidente Mauricio Macri para que contribuísse para uma abertura do país ao mundo. Assinalou a importância das visitas oficiais a mais de 30 países, onde se fez acompanhar por ministros da área económica, e de onde resultaram contactos com empresas do sector público e privado interessadas na Argentina.   

Gabriela Michetti acredita que a Argentina está num “processo de internacionalização muito importante” e que hoje em dia “a vice-presidência é uma instituição”, tanto que se fala de vice-presidência e não de vice-presidente. 

Link para entrevista com a Vice-presidente para o semanário Expresso