Festival Internacional da Máscara Ibérica apresenta “Dias de Cinema” na CAL

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

De 16 a 17 maio
17h30 e 19h00
Casa da América Latina (Avenida da Índia, 110)

O XIII Festival Internacional da Máscara Ibérica apresenta, no âmbito da atividade “Dias de Cinema”, três filmes (dois portugueses e um brasileiro), com incidência na temática das máscaras.

“Boi de Máscaras”, de Ângela Gomes e Cezar Moraes, vai ser projetado no dia 16 de maio, pelas 19h00.

“Bugiadas”, de Ângelo Peres, e “Máscaras”, de Noémia Delgado, serão apresentados no dia 17 de maio, pelas 17h30 e 19h00, respetivamente.

“Boi de Máscaras” retrata a manifestação folclórica de São Caetano de Odivelas, município com 17 mil habitantes no litoral nordeste do estado do Pará, a 120 km de Belém, no norte do Brasil. A manifestação surgiu no início do século passado a partir de uma brincadeira de amigos pescadores depois do trabalho árduo no mar, para festejar a quadra junina. Ganhou a adesão espontânea da população a cada ano, resistiu ao tempo e às mudanças culturais e de comportamento, e instituiu-se como parte da cultura e identidade locais.

“Bugiadas” documenta a Festa da Bugiada e Mouriscada, que se realiza anualmente na vila de Sobrado, no Município de Valongo, no dia 24 de junho. Baseia-se numa lenda localizada no tempo em que os mouros invadiram a Península, e refere-se a uma imagem de São João, cujos poderes curativos eram disputados.

“Máscaras” é um documentário sobre os ‘caretos’, máscaras tradicionais de Trás-os-Montes. O filmes ilustra rituais seculares próprios do ‘Ciclo de Inverno’ do nordeste de Portugal, associados ao solstício e à iniciação dos jovens à idade adulta. É uma das obras representativas do Novo Cinema nacional no âmbito da antropologia visual no documentário.