Fotógrafo Daniel Mordzinski em exposição na CAL de outubro a dezembro

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

4 de outubro e 29 de dezembro
Casa da América Latina

Aberta ao público de segunda à sexta-feira, das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 18h30

A exposição fotográfica “Objectivo Mordzinski – Uma viagem ao coração da literatura ibero-americana”, do argentino Daniel Mordzinski, vai estar patente entre 4 de outubro e 29 de dezembro na Casa da América Latina, marcando os 39 anos de carreira deste artista que se dedicou ao retrato de escritores.

A exposição conta com centenas de retratos de escritores, 70 dos quais portugueses. Entre os escritores portugueses retratados, contam-se nomes como António Lobo Antunes, Agustina Bessa-Luis, Eduardo Lourenço ou José Saramago. Vários rostos da literatura latino-americana, desde Jorge Luis Borges, Julio Cortázar, Gabriel García Márquez, Mario Vargas Llosa, até aos atuais escritores emergentes na região, estão também representados numa mostra assente na relação que a fotografia mantém com a literatura.

“Objetivo Mordzinski é um olhar sobre o futuro, bem como um objetivo que reivindica e reclama a memória – a dos escritores que retrato, a dos seus livros e a minha também. Outro objetivo é incitar e promover a leitura: sempre fui da opinião que nos livros se escondem os verdadeiros segredos da vida, que não são nem o dinheiro, nem o poder, nem a fama. Comecei a retratar os autores que admiro aos dezoito anos e o meu objetivo é continuar, para poder compartilhar com os outros essas certezas de adolescente”, comenta o artista.

A sensibilidade literária de Mordzinski rendeu-lhe a estima e amizade entre os escritores que tem vindo a retratar na busca por um ambicioso “atlas humano” da literatura ibero-americana. A sua obra tem sido exposta em grandes museus da América Latina e nos principais centros culturais e festivais europeus, bem como representada em algumas das melhores coleções fotográficas contemporâneas.

O colombiano Juan Gabriel Vásquez foi um dos escritores retratados por Daniel Mordzinski. “As fotos de Daniel Mordzinski têm me acompanhado desde o início. O Daniel colocou-me em frente à sua câmara pela primeira vez há 20 anos, e, desde então, já o vi a trabalhar em dezenas de países. É uma honra para mim fazer parte destas imagens, ajudante de outras e testemunho de muitas mais”, afirma o escritor.

A secretária-geral da Casa da América Latina, Manuela Júdice, salienta que “a fotografia de Daniel Mordzinski dá-nos a ver rostos, corpos, poses, encenações. O que ele capta não é apenas uma imagem feita à medida do que o escritor vê de si próprio. Vai mais além do que poderia não passar de um estereótipo e procura sempre surpreender uma verdade, nem que seja na inquietação que por vezes nasce destas fotos”.

Esta exposição é organizada pela Acción Cultural Española, AC/E e pela Casa da América Latina, com o apoio da Embaixada de Espanha em Lisboa e o Instituto Francês de Madrid. no âmbito da Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero-americana da Cultura 2017.

A exposição inaugura no dia 4 de outubro, pelas 18h00, e poderá ser visitada na galeria da sede da Casa da América Latina, entre as 9h30 e as 18h30, de segunda a sexta-feira.

Daniel Mordzinski (Buenos Aires, 1960), conhecido como “o fotógrafo dos escritores”, trabalha desde há trinta e nove anos num ambicioso “atlas humano” da literatura ibero-americana. O fotógrafo argentino que se move entre Paris e Madrid retratou os protagonistas mais relevantes das letras hispânicas. Autor de numerosos livros, Mordzinski expõe continuamente nos museus mais importantes da América Latina e as suas obras estão presentes nas melhores coleções de fotografia contemporânea. É fotógrafo de importantes festivais literários, como o Hay Festival de língua espanhola, Centroamérica Cuenta, em Nicarágua, o Festival de la Palabra de Puerto Rico, entre outros.

Dos seus últimos livros publicados, destacam-se Ciudades para A(r)mar, com Miguel Munárriz (Âmbito Cultural, 2016); A literatura na lente de Daniel Mordzinski (SESI-SP Brasil, 2016); Gabo, siempre (RandomHouse, 2015); Viaje al corazón del Hay Festival (RandomHouse, 2015); Cronopios (Alfaguara, 2014 Métailié, França); Nicaragua (Universidad de Veracruz, 2013); Últimas noticias del Sur, com Luis Sepúlveda