Apresentação do Livro “Arquitectura de Tierra en América Latina” na CAL

Etiquetas: , , , , ,
___________________________________________________________________________________

5 de maio
18h00
Casa da América Latina (Av. da Índia 110, Lisboa)
Entrada livre

O livro Arquitectura de Tierra en América Latina, co-editado pela Argumentum e Rede PROTERRA em 2016, vai ser apresentado na Casa da América Latina, a 5 de maio, pelas 18h00.

Esta é uma novidade editorial lançada no final de 2016 no Paraguai, no âmbito do 16º SIACOT (Seminário Ibero-Americano de Arquitetura e Construção com Terra), que aborda o conhecimento da arquitetura e construção com terra nos países da América Latina: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Mariana Correia vai apresentar o livro do qual é uma das editoras, em conjunto com Célia Neves, Luis Fernando Guerrero, Hugo Pereira Gigogne. Com a colaboração de 84 autores, escrita em espanhol e português, e ilustrada com 365 imagens, a publicação reúne diversas visões e interpretações em temas que incluem o património mundial, vernáculo, pré-colombiano, colonial e republicano; aborda também a habitação social, a arquitetura contemporânea, a prevenção, conservação e restauro; concluindo com artigos sobre educação, investigação, formação e transferência de tecnologia.

São muito variadas as realidades da arquitetura de terra neste vasto, diverso e singular continente americano e esta obra mostra a qualidade do trabalho levado a cabo pela Red Ibero-Americana PROTERRA na sua análise, caracterização e difusão.

Mariana Correia

Doutorada em Conservação (Oxford Brookes University, Inglaterra); mestre em arquitetura de terra (CRATerre – Ecole Nationale Superieure d’Architecture de Grenoble, França) e diplomada em arquitetura (Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa, Portugal), obteve o diploma do ICCROM em Ensino da Conservação (em Itália) e o diploma de Património Mundial, da UNITAR das Nações Unidas (Japão).

Presidente da Escola Superior Gallaecia desde 2010 e Diretora do Ci-ESG | Centro de Investigação, desde 2012, coordenou diversos projetos de investigação, entre os quais: o projeto SEISMIC-V: Cultura Sismica Local em Portugal, da Fundação da Ciência e Tecnologia (2013-2015); projeto Europeu ‘VerSus: Contributo do Património Vernáculo para a Arquitetura Sustentável’ (2012-14) e ‘3dPast: Viver e visitar virtualmente Património Mundial Europeu’ (2016-2020).

É consultora internacional do ICOMOS para Património Mundial, com diversas revisões de candidaturas e 4 missões internacionais do ICOMOS-UNESCO-ICCROM e respetivos relatórios internacionais de missão, a sítios classificados como Património Mundial, ou em avaliação de candidatura: Bam (Irão), Sannaa (Yemen), Yazd (Irão) e Fort Bahla (Oman).

Onde estamos: