Visita guiada “Aposto”, com Fábio Carvalho

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

Intervenção urbana “Aposto”
14 de Março
Ponto de Encontro: 11h00, Largo do Intendente (Anjos)
Inscrição Gratuita
Min. 5 pessoas – Máx. 20 pessoas

Contactos para inscrições: (até 12 de Março)
Tel. 21 394 73 50/6 | 91 326 98 53
E- mail: dlopes@casamericalatina.pt

O artista brasileiro Fábio Carvalho está em Lisboa, onde realiza a intervenção urbana “APOSTO”. A Casa da América Latina propõe realizar com ele um percurso por algumas das ruas da antiga freguesia dos Anjos, numa visita guiada no dia 14 de Março, onde mostrará as fachadas intervencionadas em seu projecto. Será possível não apenas ver a fusão dos azulejos originais com os azulejos de papel do artista, como também participar numa conversa informal sobre o projecto.

Apaixonado pelos azulejos antigos, tendo feito um levantamento em sua cidade natal, o Rio de Janeiro (http://azulejosantigosrj.blogspot.com.br), o artista criou um novo padrão de azulejo, impresso em papel, a partir de fotos de peças da série “Delicado Desejo”, de sua autoria. A série é composta por armas de fogo criadas a partir de um patchwork de rendas diversas. Como em toda a sua produção, Fábio Carvalho procura questionar o senso comum de que força e fragilidade, virilidade e poesia, masculinidade e vulnerabilidade não podem coexistir, propondo uma discussão sobre estereótipos de género, bem como sobre a banalização da violência e da vida humana nos nossos dias.

Os novos azulejos de papel foram aplicados com cola de amido em fachadas de prédios lisboetas apenas onde os azulejos originais já estavam em falta, por deterioração ou roubo. Nenhum azulejo real foi coberto ou danificado. Em alguns casos, foram criados padrões específicos, visando um maior diálogo entre o padrão original e o criado pelo artista. Na página http://hs13rclisboa.blogspot.pt, é possível acompanhar a evolução da intervenção urbana.

Esta é a segunda vez que Fábio Carvalho realiza uma intervenção urbana em Lisboa. No ano passado fez uma outra, chamada “Migração Monarca”, durante as tradicionais Festas dos Santos Populares de Lisboa, acrescentando bandeirinhas de papel de seda com seus “Monarcas” – soldados com uniforme camuflado, e asas de borboleta saindo das suas costas – às decorações já existentes pelas ruas. As intervenções urbanas de Fábio Carvalho são sempre de carácter mais discreto, e visam um diálogo com aspectos da cultura local.

Fábio Carvalho é um artista plástico carioca (Rio de Janeiro, Brasil) em actividade desde 1994 (13 exposições individuais e mais de 140 colectivas). Participou num dos mais importantes projectos de levantamento de produção de arte emergente no Brasil nos anos 1990. Fez exposições por quase todo o seu país, e já integrou mostras na Alemanha, Argentina, Chile, Cuba, Espanha, Equador, EUA, Hungria, Peru, Portugal, Reino Unido, República Checa e Rússia. Participou também em diversas Residências Artísticas em Portugal em anos recentes, destacando-se “Bordallianos Brasileiros”, na fábrica Faianças Bordallo Pinheiro em Caldas da Rainha (2011), “Maus Hábitos” no Porto (2012), “ID POOL” na fábrica Porcelana Vista Alegre, em Ílhavo (2013), “Cerâmica Oficina da Formiga” em Ílhavo (2013) e “Cerâmica São Bernardo” em Alcobaça (2014).