Entrevista a Nuna: “Será um espectáculo íntimo”

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

Em entrevista por e-mail, a Casa da América Latina falou com Román Lacrouts e Mayra Benítez, o duo Nuna, que virá à CAL apresentar a sua música no dia 9 de Maio de 2014, pelas 22h00.

Como surgiu Nuna e como evoluiu até hoje?

Nuna surgiu a partir de uma aventura, a de calcorrear um mundo com a nossa música. Faz já mais de um ano que iniciámos este projecto, Iniciámos a nossa viagem pelo México e já passámos por vários países europeus. Recebemos muito apoio e o calor humano das pessoas que ouviram a nossa música. Estamos felizes por podermos seguir partilhando a nossa arte.

O que vos levou a centrar a vossa carreira musical na música folclórica?

A música folclórica argentina acompanha-nos desde sempre, desde as nossas famílias, desde o nosso contexto. É a música com a qual nos identificamos, a que nos faz sentir os nossos costumes, as nossas tradições vivas, em cada momento e em cada lugar.

Os vossos gostos musicais foram influenciados por cantautores como Mercedes Sosa ou César Isella, que recentemente cantou na Casa da América Latina?

As nossas referências são muitas, intérpretes e cantautores, que fizeram e faz o folclore e o tango argentino. Todos elos nos nutrem com a sua musicalidade e sensibilidade.

O que podem esperar do vosso concerto os latino-americanos que residem em Portugal?

O nosso espectáculo oferece uma música que respeita as suas raízes, juntando ao original o seu próprio estilo, num ambiente familiar e íntimo, com muita sensibilidade.

E quanto aos portugueses que tenham a intenção de assistir ao concerto, como crêem que a vossa música os vai cativar?

Será um espectáculo muito atractivo, com diversos instrumentos autóctones e típicos da nossa região, em que interpretaremos vários estilos musicais do nosso país: o folclore crioulo, andino, tango e composições próprias.