Concerto de homenagem a grandes cantoras

Etiquetas: , , , , , , ,
___________________________________________________________________________________

7 de Fevereiro de 2014
22h00

Casa da América Latina
Entrada livre

A cantora portuguesa Guida de Palma junta-se ao pianista Luís Barrigas e ao contrabaixista Filipe Martins para uma Viagem pelas 3 Américas. Pela primeira vez na Casa da América Latina, os três músicos vão homenagear algumas das principais cantoras latino-americanas, entre as quais a argentina Mercedes Sosa, a chilena Violeta Parra e a peruana Yma Sumac. O concerto será uma viagem de Norte a Sul do continente americano através de três autores portugueses, cuja formação e percurso profissional incluem uma componente internacional.

Alinhamento do concerto:
1) Besame mucho (de Consuelo Velásquez)
2) Triste (de Tom Jobim)
3) Alfonsina y el mar (de Ariel Ramírez e Félix Luna/interpretada por Mercedes Sosa)
4) Unforgettable (de Irving Gordon/interpretada por Nat King Cole)
5) Rico vacilón (de Rosendo Ruiz/interpretada por Xavier Cugat)
6) Perfidia (de Alberto Domínguez)
7) Corcovado (de Tom Jobim)
8) Duerme negrito (de Atahualpa Yupanqui/interpretada por Mercedes Sosa)
9) Só dança o samba (de Tom Jobim)
10) Obsesión (de Pedro Flores)
11) Gracias a la vida (de Violeta Parra/interpretada por Mercedes Sosa)
12) Quizás (de Osvaldo Farrés/interpretada por Nat King Cole)

A ouvir:
Alfonsina y el mar, de Mercedes Sosa (versão de Guida de Palma)

Guida de Palma começou a cantar fora de Portugal, especialmente em França e Inglaterra, aos 16 anos. É a voz de Jazzinho, um grupo musical que mistura Jazz e portugalidade. A sua música é influenciada por Chico Buarque, Stevie Wonder, Mariza, José Afonso e Elis Regina, entre outros. Dona de uma voz forte e sensual, Guida de Palma tem formação clássica e iniciou a sua carreira musical aos 16 anos, em Paris. Deu apoio a músicos como Cab Calloway, Gilberto Gil e Ronnie Laws.

Luís Barrigas é um pianista e compositor que estudou com Cristopher Bochman e Mário Laginha e frequentou a escola de jazz do Hot Clube Portugal com Filipe Melo e Rui Caetano. Participou em workshops e seminários com Myra Melford, Kenny Werner, Fred Hersch, Vardan Ovsepian e John Taylor. Trabalhou ainda com autores como Perico Sambeat, Alexandre Frazão, Guida de Palma, José Eduardo, Bruno Santos, Nelson Cascais, Bruno Pedroso, Luís Candeias, Joel Silva, Demian Cabaud, João Custódio, Pedro Segundo, José Maria e Desidério Lázaro, entre outros. Concluiu o curso de Jazz na Escola Superior de Música de Lisboa e venceu, com o seu grupo de jazz, o Prémio Luiz Villas-Boas no Festival CoolJazz de Cascais, em 2010. Lecciona Educação Musical no Ensino Básico e gravou recentemente o seu primeiro disco, 2:30.

Natural de Setúbal, Filipe Martins professor na Academia de Música Luísa Todi. Diplomado em estudos Jazz no Hot Clube de Lisboa e aluno de Jazz da Universidade de Évora, colaborou com Sara Tavares e Sara Serpa.