Apresentação pública do Programa de Ação Cultural Externa 2020

Etiquetas:
___________________________________________________________________________________

O Programa de Ação Cultural Externa para 2020 foi apresentado a 19 de fevereiro pelo Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e pela a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, no Ministério dos Negócios Estrangeiros (Palácio das Necessidades, Lisboa).

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, fez o balanço do Programa em 2019, referindo “a realização de 1.850 ações e iniciativas em 84 países, em particular em torno da celebração dos 500 anos da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães e do centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen”.

Para 2020 estão previstas 1.594 ações, entre colóquios, exposições, concertos e participação em feiras e festivais internacionais, em 84 países.  

Das ações anunciadas, destaque para a celebração do centenário do nascimento da fadista Amália Rodrigues e para a realização do Festival do Fado em 18 cidades, entre as quais Barcelona e Sevilha (Espanha), Buenos Aires (Argentina), Pequim (China), Quito (Perú), Rabat (Marrocos), Rio de Janeiro e São Paulo (Brasil), Santiago do Chile e Cidade do México. De destacar, também, a participação de Portugal na Expo Dubai 2020 e na Capital Mundial da Arquitetura 2020, Rio de Janeiro, Brasil. A Expo Dubai, que decorre entre outubro deste ano e abril de 2021, será dedicada ao tema “O mundo num país” e a Capital Mundial da Arquitetura 2020 (uma parceria entre a UNESCO e a União Internacional dos Arquitetos) será dedicada à promoção de um dos grandes objetivos da Agenda Internacional 2030 para o Desenvolvimento Sustentável: “Tornar as cidades e aglomerados humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

O Programa de Ação Cultural Externa é uma iniciativa conjunta dos ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Cultura e tem como primcipal objetivo internacionalizar a cultura portuguesa e projetar “a imagem de Portugal no mundo”.

A Direção-Geral das Artes integra este Programa desde 2017, tendo visto reforçado o seu papel na prossecução de políticas culturais públicas conducentes à promoção externa da arte e dos artistas portugueses, através da realização de Programas de Apoio à Internacionalização e da organização das Representações Portuguesas em eventos internacionais de referência, como a Quadrienal de Praga (de Performance Design and Space) e as Exposições Internacionais de Veneza (de Arte e de Arquitetura).

Fonte: DGartes