Novas linhas aéreas irão ligar Lisboa a Bogotá

Etiquetas: , ,
___________________________________________________________________________________

Durante a sua intervenção no roadshow algarvio, o Embaixador da Colômbia, Germán Santamaría Barragán, anunciou que no dia 1 de Julho de 2014 abrirão novas linhas aéreas que, duas vezes por semana, irão ligar Portugal à Colômbia.

“Eu acredito que quando dois países têm um trafego aéreo com esta intensidade é porque há um interesse mútuo cultural, económico e político. Vão chegar a Portugal semanalmente turistas colombianos, muitos dos quais seguirão em direcção ao Algarve”, disse Germán Santamaría Barragán.

O crescimento da Colômbia nos últimos quatro anos foi de 5,1 % do Produto Interno Bruto. A Colômbia é também o único país que nunca necessitou de ajuda económica, e não foi intervencionado. O Embaixador referiu que apesar dos problemas graves do passado o país tem crescido economicamente, graças às fortes medidas de combate à pobreza implementadas pelo governo colombiano. “Uma das principais preocupações do governo é tirar as pessoas da pobreza e colocá-las na classe média, a classe da modernidade, que tem mais poder de compra e pode assim consumir e contribuir significativamente para o desenvolvimento económico do país”, referiu.

“A Colômbia tem relações comerciais com cerca de 50 países, mais de mil milhões de pessoas no mundo (…). Um empresário que se instale na Colômbia pode fazer negócios com diferentes países, através dos muitos tratados de livre comércio já celebrados e a celebrar. (…) Isto é talvez o mais importante do que quero transmitir: a Colômbia, que também pertence à Aliança do Pacífico, junto com Colômbia, Peru e Chile, pode também ser uma plataforma para negociar com outros países da região. A Aliança do Pacífico permite o acesso privilegiado aos Estados Unidos e Índia, pois todos os países membro têm ligações directas a esses mercados (…). Portugal foi um dos primeiros países europeus a adquirir o vinculo como observador e esse foi um  gesto politico importante, para o fortalecimento das relações económicas entre os nossos estados,” destacou.

A terminar a sua intervenção, Germán Santamaría Barragán acrescentou que “hoje há 50 empresas portuguesas com escritórios em Bogotá e nos outros pontos da Costa Atlântica. A Mota-Engil está, actualmente, a construir um porto no país. Para a semana irá abrir mais uma loja de moda portuguesa no país do grupo Parfois e os vinhos portugueses já estão disponíveis nos nossos supermercados graças à Jerónimo Martins. Mas este esforço de investimento não pode parar por aqui. A nossa embaixada está disponível para apoiar as empresas algarvias a fazerem o mesmo caminho. Contactem-nos”.