Estudantes panamianos escolhem Portugal

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

“A Educação é uma das grandes apostas do Governo do meu país. Pois aí está a verdadeira riqueza de um povo. As universidades portuguesas, com as quais temos vindo a firmar convénios, são muito boas. Mas tal como o país, é importante darem-se a conhecer. E a participação em feiras como a Edúcate 2016 é fundamental. Pois o contacto direto com os alunos e suas famílias e os docentes panamianos pode fazer com que estes optem por colocar os seus filhos a estudar em Portugal e não nos Estados Unidos da América como é mais tradicional”, referiu Ilka Varela de Bares, Embaixadora do Panamá em Portugal.

Pela primeira vez duas instituições de ensino superior portuguesas, o ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa e o Instituto Politécnico de Castelo-Branco, participaram numa Feira de Educação no Panamá, a Feira Edúcate 2016. A convite da Embaixada do Panamá em Portugal e com o apoio da CAL, estas duas instituições apresentaram-se como um destino universitário para centenas de estudantes que entre 31 de junho a 02 de julho puderam visitar este certame que se realizou no Centro de Exposições Atlapa, na cidade do Panamá. Esta Feira contou com a presença de 265 universidades nacionais e internacionais e centenas de estudantes e foi promovida pelo Instituto para la Formación y Aprovechamiento de Recursos Humanos (IFARHU) do Panamá, entidade responsável pela atribuição de bolsas a estudantes e docentes panamianos.

A presença de universidades portuguesas neste evento surge na sequência da participação do IFARHU no evento Portugal Exportador 2015, promovido pela Fundação AIP a 19 de novembro do ano passado, tendo sido o Panamá o país convidado e onde, para além de muitos temas económicos, também foi debatida a internacionalização das universidades portuguesas, o valor económico da atração de estudantes para Lisboa e para o país e a forma de o concretizar.

Outro resultado dessa iniciativa e de uma segunda visita desse Instituto a Portugal foi o concurso de Bolsas para o Setor Marítimo e Logístico, impulsionado pela Embaixada do Panamá em Portugal e pelo IFARHU que obteve 977 candidaturas e trará a Portugal, já no próximo dia 16 de setembro, 40 estudantes que ingressarão na Escola Superior Náutica Infante D. Henrique para efetuar a sua licenciatura nas diferentes especialidades que aquela instituição oferece. “Os primeiros quarenta de muitos outros em diferentes áreas e para muitas outras universidades. A Embaixada está muito empenhada neste intercâmbio educativo, que acreditamos criará laços muito fortes entre os nossos povos, não só culturais, técnicos, económicos, mas sobretudo afetivos” esclareceu a Embaixadora do Panamá.