Fotografia de Viagem, em conversa na CAL

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

17 de dezembro
18h30
Entrada livre
Casa da América Latina

Susan Sontag, uma das mais importante pensadoras do século XX, afirmou que “o fluxo incessante de imagens (televisão, vídeo, cinema) cons­titui o nosso meio circundante mas, quando se trata de recordar, a fotografia fere mais fundo. A memória congela o quadro – sua unida­de básica é a imagem isolada. Numa era sobrecarregada de informa­ção, a fotografia oferece um modo rápido de apreender algo e uma forma compacta de memorizá-lo. A foto é como uma citação ou uma máxima ou provérbio. Cada um de nós guarda, na mente, cen­tenas de fotos, que podem ser recuperadas instantaneamente.”

Esta afirmação de Sontag é um dos pontos de partida para uma conversa que pretende reflectir sobre os desafios do fotógrafo hoje. As inovações tecnológicas do mundo em que vivemos se reflectem na vida quotidiana das pessoas. Para muitas delas, fotografar passa a ser um gesto automático e as imagens uma forma de expressão, se pensarmos na adesão crescente a redes sociais criadas com esse propósito.

Nesta sessão, vamos conversar com Luísa Ferreira sobre cultura visual e fotografia de viagem, um género ameaçado (ou não) pela banalização da imagem, e o que distingue a boa fotografia das demais. A conversa terá ainda a participação da investigadora Sónia Serrano e do escritor Luís Brito. Emília Tavares, curadora do Museu Nacional de Arte Contemporânea, será a moderadora da conversa.

Esta será também uma oportunidade para visitar a exposição de Luísa na CAL, “Quatro días e meio – Increíble”, que termina no dia seguinte. Desde setembro, alunos de várias escolas (Escola Secundária de Carcavelos, Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves, Colégio Pina Manique e ETIC) foram recebidos na CAL para visitas guiadas com a própria fotógrafa.