Roadshow empresarial em Vila Nova de Gaia

Etiquetas: ,
___________________________________________________________________________________

Numa iniciativa promovida pela Casa da América Latina, em parceria com o Município de Gaia, Inovagaia, Acigaia – Associação Comercial e Industrial de Gaia, grupo Salvador Caetano Portugal e Douro Azul, uma delegação de embaixadores e diplomatas de Uruguai, Paraguai, República Dominicana, Cuba, México e Peru visitou Vila Nova de Gaia, nos dias 24 e 25 de Março.

Ao longo de dois dias, promoveu-se o encontro entre diplomatas e empresários locais que serviram não só para estabelecer contactos, mas também para conhecer a realidade actual dos mercados europeu e latino-americano. José Ramos, presidente do grupo Salvador Caetano Indústria, vê com bons olhos o estabelecimento de sinergias transatlânticas, mas sem esquecer o mais importante: as pessoas. “Vendemos para toda a América Latina, mas ainda não construímos nenhuma fábrica nessa região. Estamos a estudar a Colômbia, mas o factor humano é o mais importante para nós e com uma família de 5500 pessoas, temos que ter calma”, admitiu durante a visita dos diplomatas à fábrica do grupo de Vila Nova de Gaia.

José Ignacio Zorzeniak, embaixador do Uruguai e porta-voz da delegação, reforçou a importância do encontro entre diplomatas e empresários locais. “O conhecimento recíproco é a primeira etapa, depois segue-se a aproximação e a disposição para negociar com imaginação. É muito importante este tipo de actividades, porque nos oferecem oportunidades de conhecer Portugal e, também, que os nossos países sejam conhecidos”, afirmou.

Mais tarde e já nos Paços do Concelho de Vila Nova de Gaia, onde a comitiva foi recebida com uma cerimónia de boas-vindas, o presidente da Câmara Eduardo Vítor Rodrigues haveria de realçar a abertura do Município para a promoção de novas oportunidades de negócios nos países da América Latina. “Partilhamos um conjunto de necessidades económicas comuns, o que significa que as nossas diferenças complementam-se quando integradas em projectos conjuntos”, disse o autarca.

A visita contemplou ainda um passeio pelo rio Douro a bordo de um dos barcos da Douro Azul, uma empresa que se prepara para começar a operar no Brasil, Peru e Colômbia em breve. “O turismo faz-se de pessoas para pessoas, é uma partilha e é essa a filosofia que queremos transportar para o Amazonas “, disse Pedro Rocha, vice-presidente da Mystic Invest (detida pelo grupo Douro Azul). O responsável acrescentou ainda que a estratégia passa por valorizar os ecossistemas onde se realizam os passeios. “Os cruzeiros fluviais requerem um trabalho de proximidade com as margens e com as pessoas que nelas habitam. Esse contacto faz toda a diferença dos cruzeiros marítimos”, disse Pedro Rocha.

Em jeito de balanço, Manuela Júdice, secretária-geral da Casa da América Latina explicou que “escolhemos um road show em Vila Nova de Gaia por duas razões: primeiro, quisemos visitar a Salvador Caetano, uma empresa que dá cartas ao mundo, de dimensão internacional; e o concelho, porque alia a cultura, o vinho, a indústria. Foi muito proveitoso e todos saímos daqui com ideias muito concretas”.