Poesia da América Latina festejada no CCB

A Casa da América Latina participa, pela segunda vez, na comemoração do Dia Mundial da Poesia no CCB. A poesia latino-americana terá um programa próprio, da responsabilidade da CAL, com início pelas 15h00. Serão lidos poemas de Borges, Benedetti, Cortázar, Mutis, Neruda e Mistral, entre outros.

Hoje celebramos o Dia Mundial da Poesia

A Casa da América Latina assinala o Dia Mundial da Poesia com a publicação de dois poemas: um de Manoel de Barros, escrito em agradecimento à CAL elo Prémio de Literatura Casa da América Latina/Banif 2012, e outro do argentino Juan Gelman (‘La Economía es una Ciencia’).

Clássicos da poesia brasileira em ciclo no CCB

«Garrett incitou os poetas do Brasil a libertarem-se dos modelos europeus. E a verdade é que a partir do Parnaso Brasileiro (1829-1932) de Januário da Cunha Barbosa, por sinal inspirado pelo Parnaso Lusitano (1826), começou a ser mais notório o “abrasileiramento” poético» – Arnaldo Saraiva

Paco Ibáñez canta poetas latino-americanos

He brings to us in his songs the words of Alfonsina Storni from Argentina, César Vallejo from Peru, Pablo Neruda from Chile, Nicolás Guillén from Cuba, and Rubén Darío from Nicaragua.

Leituras Internacionais em Lisboa sobre Pessoa

Com o poeta colombiano Armando Romero como convidado. Segue-se um poema do autor.

“Um país que sonha” (cem anos de poesia colombiana)

Um país que sonha – Primeira antologia de poesia colombiana publicada em Portugal

1 11 12 13 14