Objetivo Mordzinski

Daniel Mordzinski

(Buenos Aires, 1960), conhecido como “o fotógrafo dos escritores”, trabalha desde há trinta e nove anos num ambicioso ”atlas humano” da literatura ibero-americana. O fotógrafo argentino que se move entre Paris e Madrid retratou os protagonistas mais relevantes das letras hispânicas. Autor de numerosos livros, Mordzinski expõe continuamente nos museus mais importantes da América Latina e as suas obras estão presentes nas melhores coleções de fotografia contemporânea. É fotógrafo de importantes festivais literários, como o Hay Festival de língua espanhola, Centroamérica Cuenta, em Nicarágua, o Festival de la Palabra de Puerto Rico, entre outros.

A exposição

A exposição fotográfica “Objectivo Mordzinski – Uma viagem ao coração da literatura ibero-americana”, patente na Casa da América Latina de 4 de outubro e 29 de dezembro 2017, marcou os 39 anos de carreira deste artista que se dedicou ao retrato de escritores.

Vários rostos da literatura latino-americana, desde Jorge Luis Borges, Julio Cortázar, Gabriel García Márquez, Mario Vargas Llosa, até aos atuais escritores emergentes na região, estão representados numa exposição assente na relação que a fotografia mantém com a literatura.

A sensibilidade literária de Mordzinski rendeu-lhe a estima e amizade entre os escritores que tem vindo a retratar na busca por um ambicioso “atlas humano” da literatura ibero-americana. A sua obra tem sido exposta em grandes museus da América Latina e nos principais centros culturais e festivais europeus, bem como representada em algumas das melhores coleções fotográficas contemporâneas.

Esta exposição foi organizada pela Acción Cultural Española, AC/E e pela Casa da América Latina, com o apoio da Embaixada de Espanha em Lisboa e o Instituto Francês de Madrid, no âmbito da Passado e Presente – Lisboa, Capital Ibero-americana da Cultura 2017.