CAL Economia: Maio de 2013

El Salvador: Um compromisso para o desenvolvimento

Em exclusivo para a CAL Economia, Rosa Rodríguez, business consultant da Quidgest, descreve a experiência de sucesso da empresa portuguesa em El Salvador e refere diferentes aspectos da realidade socioeconómica do país.

Embaixadores da América Latina visitaram EMEL

A convite da EMEL, associada da Casa da América Latina, a CAL organizou uma visita com Embaixadores e responsáveis diplomáticos latino-americanos. A visita teve o objectivo de apresentar os projectos de internacionalização da EMEL.

Conferência sobre investimento no México

A Embaixada do México, o Diário Económico e o BBVA organizam a conferência Internacionalização, Exportação & Investimento, que terá lugar no Teatro Tivoli BBVA no dia 8 de Maio e conta com o apoio da Casa da América Latina.

Criada Câmara de Comércio do Paraguai

Foi criada no dia 5 de Abril passado, na Associação Comercial do Porto, a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Paraguaia. A iniciativa é considerada um passo para o desenvolvimento de relações comerciais entre o Paraguai e Portugal.

FMI acredita que a América Latina e o Caribe crescerão 3,4% em 2013

O Fundo Monetário Internacional prognosticou que a região terá em 2013 um crescimento económico de 3,4%, superior aos 3% de 2012. A instituição acredita que as perspectivas para 2014 são ainda mais animadoras: +3,9%.

Santander entre os melhores bancos da América Latina

O Banco Santander Totta, associado da Casa da América Latina, ocupa três das dez primeiras posições do ranking elaborado pela AméricaEconomia. O primeiro lugar pertence aos brasileiros da Bradesco.

CEPAL estima crescimento regional de 3,5% em 2013

A Comissão Económica para a América Latina e o Caribe projecta um crescimento de 3,5%, impulsionado pelo melhor desempenho da Argentina e do Brasil face a 2012. Panamá e Paraguai com variações positivas acima de 8% na estimativa.

Peru tem o melhor Ministro das Finanças, segundo AmericaEconomia

Ranking de Ministros das Finanças da América Latina coloca Luis Miguel Castilla, o Ministro da Economia e Finanças do Peru, no topo. Seguem-se os seus congéneres do Chile, Colômbia, México, Uruguai, Brasil e Panamá.