“Banzo” – 150 anos sem Castro Alves, o poeta dos escravos

Etiquetas: , ,
___________________________________________________________________________________

24 de novembro
18h30
Casa da América Latina

A Casa da América Latina recebe o concerto “Banzo” para assinalar os 150 anos sem Castro Alves, o poeta dos escravos, dia 24 de novembro, às 18h30, com Florencia Ribeiro e Juliana Marin, e a participação especial do Embaixador Lauro Moreira.

O evento, que tem a escravidão como temática central, integra obras de Waldemar Henrique, Heitor Villa Lobos, Hekel Tavares, Ernani Braga, entre outros compositores.  As músicas foram escolhidas pela relação que têm com alguns poemas e fragmentos da obra de Castro Alves, que serão recitados ao vivo entre uma música e outra, criando um diálogo entre música e literatura.

O nome do concerto representa umas das peças apresentadas e refere-se ao sentimento de melancolia e solidão de quem é privado da sua liberdade.

Através desse diálogo vão ser representados o abolicionismo, o amor em tempos de escravidão, a justiça, a liberdade e a luta pelos direitos humanos.


Juliana Marin – Piano

Mestre em Performance Musical pela UFMG sob orientação e co-orientação dos professores Doutores Fernando Chaib e Alice Belém. Graduada no curso de licenciatura em música pela UFSJ com habilitação em piano na classe do professor Jayme Guimarães. Natural de São Paulo, iniciou seus estudos musicais aos 12 anos com a professora Márcia Pontes. Posteriormente, ingressou na casa de música de Ouro Branco, onde estudou sob a orientação do pianista Gustavo do Carmo. Realizou masterclasses com Viviane Taliberti, Flávio Augusto, Carla Reis, Eudóxia de Barros, Antônio Carlos de Magalhães, Caspar Frantz (Alemanha), Eduardo Hazan, Miriam Grosman, Flávia Botelho, Ana Telles (Portugal) e Cristian Budu. Participou dos festivais: Semana da Música de Ouro Branco, Semana Interativa, Inverno Cultural UFSJ, entre outros.

Foi selecionada para participar das edições de 2012 e 2014 do Concurso Música XXI, em 2014 e 2017 foi selecionada no Concurso Segunda Musical e em 2017 foi selecionada no Concurso Jovem Músico BDMG com o Duo Fernandes Marin de piano e canto. Participou da III, V e VI edição da semana de educação musical da UFSJ em cursos de Musicalização para bebés, Workshop de piano para crianças, Música e ONG?s, Música e inclusão, Oficina “práticas criativas em Educação Musical com os professores Enny Parejo, Betânia Parizzi, Carlos Kater, Lisbeth Soares e Marisa Fonterrada respectivamente. Participou da oficina Música e movimento “Dinâmicas Musicais com Objetos da Infância” e “Boomwhackers” – módulo 2 – com os educadores Estevão e Uirá.

Realizou os Workshops de Jogos musicais com Mirka da Pieva e Piano Pérolas “Quem brinca já chegou” com Carla Reis e  Liliana Botelho. Apresentou trabalhos nos congressos III e IV Seminário de Iniciação à Docência e IV Seminário de Iniciação Científica da UFSJ nos anos de 2014 e 2015 em São João Del Rei (MG); ANPPOM 2019 em Pelotas (RS); ENIM 2019 em Lisboa (Portugal) e o IV Encontro Internacional de Piano contemporâneo 2019 em Porto (Portugal).

Florencia Ribero – Soprano

Cantora de ópera uruguaia, formada em sociologia pela Universidade da República do Uruguai, Florencia começou os seus estudos musicais em 2012 na Escola Nacional de Arte Lírica de Montevideo. Tirou o seu mestrado como cantora de ópera no Instituto Superior de Artes del Teatro Colón, em Buenos Aires, Argentina.

Estreou-se aos 23 anos no papel de Antonelli de la zarzuela el dúo de la Africana e tem cantado varios papeis de ópera e opereta no Uruguai e na Argentina.

Participou também em produções de ópera, concertos como solista e integrante de coros, bem como em eventos líricos em diferentes cidades da Europa e da América do Sul.

Atualmente, reside em Portugal e coordena o projeto “Street Opera” com o qual participou na edição de 2020 do programa de televisão “Got Talent Portugal”, tendo chegado à final. Ganhadora do Chamado Aberto 2020 organizado pela Fundaçao Cultursintra e Quinta da Regaleira.