1ª Residência Literária Virtual Flipoços. Camões está na segunda fase do projeto

Etiquetas: ,
___________________________________________________________________________________

O Flipoços – Festival Literário Internacional de Poços de Caldas e o Camões – CCP Brasília realizam pela primeira vez no país a 1ª Residência Literária Virtual Flipoços / Camões 2021.

A parceria entre o Festival e o Instituto sediado em Brasília acontece há mais de dez anos, tendo sempre focado a valorização da língua portuguesa, o intercâmbio de autores e as participações especiais em eventos conjuntos. Desta vez, e pelo impedimento provocado pela pandemia, ambas as entidades lançaram em julho a “Residência Literária Virtual” que, além de manter o contato dos autores portugueses com o público brasileiro, tem como elemento diferenciador gerar conteúdo sobre experiências literárias ligadas a lugares como Poços de Caldas e cidades portuguesas que serão partilhadas com os públicos-leitores dos dois países.

Para esta primeira edição virtual do projeto foram convidados dois importantes autores portugueses: o contista Joel Neto e a romancista Teolinda Gersão.

Segunda etapa da Residência Literária Virtual encerra em novembro

Os autores residentes entregarão os textos inéditos que serão publicados no Brasil pelo Portal Publishnews e Revista Quatro Cinco Um (SP) até final de outubro e também na Revista Pessoa em Portugal.

No dia 24 de novembro, às 22h (PT), 18h (BR) acontece a mesa “Novos Olhares Sulfurosos, impressões dos autores residentes Joel Neto e Teolinda Gersão sobre a história literária de Poços de Caldas” encerrando assim a segunda fase da 1ª. Residência Literária Virtual Flipoços Camões.
Nessa ocasião, será lançado o E-book com os textos e outras informações que o público poderá descarregar gratuitamente no site do Flipoços, Camões Brasil, Portal Publishnews e na Livraria Flipoços (www.livrariaflipocos.com.br).

A terceira e última etapa do projeto acontece em 2022 com a realização de um documentário que terá como objetivo registar a primeira iniciativa do género no Brasil, além de circular fora do Brasil, em Portugal e nos países de língua portuguesa, inspirando outras iniciativas desse tipo.