Receita de feijoada brasileira para comemorar o Dia da Independência do Brasil

Etiquetas: , ,
___________________________________________________________________________________

No dia 7 de setembro comemora-se o Dia da Independência do Brasil. Para marcar esta data, a Casa da América Latina partilha uma receita típica, a feijoada brasileira.

A origem da feijoada, que hoje faz parte da mesa da maioria da população brasileira, não é totalmente consensual entre os historiadores.

Para uns, a sua origem vem dos escravos que misturavam os restos das carnes dadas pelos senhores com o feijão e a farofa. 

Para outros a feijoada tem a sua origem no cozido europeu em que já se misturavam vários tipos de carnes, tendo os portugueses adaptado a receita, introduzindo o feijão preto, que era a base da alimentação da população no Brasil da época. Os acompanhamentos como o arroz, a laranja, a couve e mesmo os torresmos foram sendo introduzidos na receita ao longo dos tempos.

Receita

Para: 8 porções
Tempo de preparação: 2 horas
Grau de dificuldade: médio

Ingredientes 

  • 1 cebola
  • 1 dente de alho
  • 1 laranja
  • 1 colher (chá) de colorau
  • 1 colher (chá) de cominhos
  • 250 g de bacon
  • 300 g de carne fumada
  • 300 g de carne seca
  • 300 g de costeletas de porco
  • 300 g de linguiça
  • 300 g de paio
  • 500 g de feijão-preto
  • q.b. azeite 
  • q.b. salsa 
  • q.b. malagueta (opcional)
  • q.b. sal 
  • q.b. pimenta 

Ingredientes para o molho

  • 1 cebola
  • 2 chávenas chá de caldo do feijão
  • q.b. azeite 
  • q.b. pimenta vermelha 
  • q.b. sal 
  • q.b. salsa 
  • q.b. cebolinho 

Preparação

Para cozinhar a feijoada brasileira, o ideal é utilizar feijão seco e não enlatado. 

Demolhe o feijão num recipiente com bastante água durante 24 horas e preferencialmente deve trocar a água cerca de três vezes. O mesmo deve acontecer com a carne seca, depois de cortada aos pedaços e retiradas as gorduras.

Assim, coloque o feijão preto já demolhado no dia anterior num recipiente fundo. No dia em que servir a feijoada brasileira, comece a preparar os ingredientes: corte o bacon em cubos grandes e reserve. Separe uma pequena porção para o refogado e corte em pedaços pequenos. Corte a costeleta de porco em pedaços, seguindo a linha entre os ossos e reserve.

Escorra a carne-seca e coloque-a numa panela com água. Leve ao lume a ferver e assim que borbulhar retire da panela e volte a mergulhar em água fria. Leve novamente ao lume até ferver. Escorra a água e reserve.

Depois de escorrer o feijão, coloque-o numa panela grande com bastante água e leve a lume alto até ferver. Quando o feijão ferver, baixe o lume, acrescente a laranja com casca  e a carne-seca. Cerca de meia hora depois, junte as costeletas.

Aguarde mais 30 minutos e acrescente a carne fumada. Não se esqueça de retirar a laranja nessa altura. Junte as linguiças e o bacon e deixe cozinhar durante uma hora e meia.

Entretanto, pique a cebola, o alho e a salsa, numa frigideira grande com um fio de azeite e refogue um pouco. Adicione o bacon e deixe cozinhar mais uns minutos. Junte os cominhos, o colorau, a pimenta e mexa bem. 

Retire uma concha de feijão, sem o caldo, e num prato, amasse o feijão com um garfo até formar uma papa. Esta mistura deve ser colocada na frigideira, mexendo bem. Se necessário, acrescente um pouco de caldo do feijão. Retifique os temperos, e junte à panela do feijão.

Corte as linguiças em fatias finas e coloque-as na panela da feijoada.

Deixe a feijoada brasileira aquecer um pouco e sirva em seguida.

Acompanhe com arroz branco, couve refogada, farofa, mandioca frita e gomos de laranja.

Para o molho, basta misturar todos os ingredientes e servir!

Couve refogada da feijoada brasileira

Ingredientes

  • 1/2 cebola
  • 1 dente de alho
  • 1 couve galega
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 50 g de bacon
  • q.b. sal 
  •  

Preparação

Lave a couve muito bem em água corrente. Coloque uma frigideira grande, antiaderente, a aquecer com um fio de azeite em lume brando. Coloque o bacon a refogar, mexendo sempre. Acrescente a cebola, deixe refogar mais um pouco e junte o alho. Coloque agora a couve e cozinhe, sem parar de mexer, até que a couve comece a encolher.

Tempere com sal e misture bem.


Créditos da foto: Luísa Ferreira