O Poder das Mulheres no Turismo Ibero-americano

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

“O Poder das Mulheres no Turismo Ibero-americano” ficou bem demonstrado no Congresso realizado no passado dia 17 de março, organizado pela Revista Soy Caribe Premium, Casa de América Latina e Probusiness Places

Reunindo mais de 14 mulheres líderes do setor de turismo de sete países: República Dominicana, Espanha, Portugal, Colômbia, Costa Rica, Holanda e Estados Unidos, o Congresso debateu os principais desafios e o papel da mulher na indústria do turismo e as perspetivas de recuperação para o setor.

Entre as conclusões das mesas de redondas, constatou-se o importante papel desempenhado pelas mulheres no setor, com 54% de participação, no entanto, existe uma preocupação geral com a disparidade salarial e a falta de dados por género dos sistemas estatísticos das empresas turísticas e instituições, o que dificulta a compreensão do verdadeiro papel da mulher na indústria, para estabelecer medidas que ajudem a reduzir essa mesma disparidade salarial.

“Com a pandemia o setor do Turismo foi colocado à prova como nunca. Foi um dos setores que demonstrou maior resiliência e maior criatividade e onde as mulheres que ocupam muitos e diferentes cargos, demostraram e demonstram a sua força e a sua dinâmica, perante uma crise sem precedentes que arrasou comunidades, famílias e a economia dos seus países” recordou Manuela Júdice, Secretária-geral da Casa da América Latina na abertura do Congresso.

Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo de Portugal, destacou duas ambições na sua intervenção para a retoma do setor, aumentar a procura e permitir a oferta. Ou seja, oferecer condições financeiras, sanitárias e de segurança que permitam às mulheres e homens, viajar. Igualmente trabalhar na dimensão da oferta, criando condições para que as empresárias e os empresários do turismo resistam à crise e mantenham os seus negócios a funcionar. A proposta da Comissão Europeia de criar um Green digital Pass, um Certificado Verde Digital para facilitar a livre circulação segura dentro da UE durante a pandemia COVID-19, uma prova de que uma pessoa foi vacinada contra COVID-19, recebeu um resultado de teste negativo ou recuperou de COVID-19, pode ser uma medida muito útil para gerar confiança e a retoma do Turismo e quem sabe poderá ser adotada também na América Latina” também foi um dos temas debatidos no painel onde participaram igualmente a Embaixadora da Costa Rica na Espanha, Ana Helena Chacón e Sandra Carvão, Chefe de Inteligência de Mercado e Competitividade, da Organização Mundial do Turismo, onde analisaram de perto a liderança das mulheres no setor de Turismo. .

Por outro lado, Chiara Pennacchio, Diretora de Marketing Global da Ron Barceló, Ximena Botero, Diretora de Inovação e Sinergias da Procolombia, Carolina Castañeda, Diretora da Federação dos Produtores de Café da Colômbia e Larissa Arjona, Diretora de Marketing Internacional da Ron Abuelo partilharam a importância das empresas e produtos de marca-país na projeção dos países como destinos turísticos.

Enquanto, Lydia Pérez, Diretora de Marketing e Comunicação da rede de hotéis Cool Rooms, Deyanira Pappaterra, Diretora Geral de Negócios de Turismo do Banreservas e Margarida Almeida, CEO fundadora da Amazing Evolution Management, transmitiram sua visão, estratégias e desenvolvimento hoteleiro pós-pandemia. “Algo que não é para sempre, pode ser uma oportunidade, utilizar esse tempo de inação para formar, motivar os colaboradores da empresa, falando sempre com verdade e transparência sobre os problemas, criando canais de comunicação contínuos, fazendo-os participar nas soluções, pareceu-nos a melhor solução”, concluiu Margarida Almeida.

Para além destes 3 painéis, o evento incluiu ainda uma reflexão intitulada: O papel da mulher na hotelaria do século XXI. Liderado por Rebeca Avila, VP Comunicação e Responsabilidade Social Corporativa para a Europa Sur Accor.