Filmes latino-americanos para ver em tempo de pandemia

Etiquetas: , ,
___________________________________________________________________________________

Estamos em casa por imposição do Estado de Emergência e para fazer face a esta pandemia mas podemos partilhar conteúdos online que nos ajudem a passar o tempo durante estes dias de confinamento.

A Casa da América Latina tem uma série de sugestões de cinema latino-americano que pode ser visto a partir do seu sofá. 

1) O site Nodal Cultura (Noticias da América Latina e do Caribe) tem cinema, artes cénicas, leituras e música, partilhados com o identificador #CuarentenaCultural. 

São ligações para 20 filmes de várias proveniências da América Latina, bem como peças de teatro da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, México, Peru, Uruguai e Venezuela.

Consultar aqui: http://www.nodalcultura.am/2020/04/cuarentenacultural-10-obras-de-teatro-latinoamericanas-para-ver-online/

2) Ainda em relação ao cinema, o site argentino “Puentes de Cine“, também pensou numa forma de divulgar cinema durante a quarentena. O cinema argentino vai a sua casa de graça, todos os dias, às 20h, e há um chat virtual em direto com o realizador do dia

Consultar aqui: http://www.puentesdecine.com/cuarentena/?fbclid=IwAR1wfmk-Agf2u883x8BH9wQvWx0xQ6qVmjXeMmqGI4B65QF5Itfeq56wkuc

3) Sugestões cinéfilas nos canais de televisão:

“Pássaros De Verão” de Ciro Guerra (2018)  – Disponível no TVCine Edition a 2, 13 e 18 de abril

A cultura hippie explode nos EUA e a loucura da marijuana chega à Colômbia, transformando agricultores em empresários. No deserto de Guajira, uma família indígena assume um papel relevante neste novo negócio e descobre a riqueza e o poder.

A Noite de 12 Anos” de Álvaro Brechner (2018) –  Disponível no Netflix

José Mujica, Mauricio Rosencof e Eleuterio Fernández Huidobro são militantes dos Tupamaros, grupo que luta contra a ditadura militar local. Eles são presos em ações distintas e encarcerados junto a outros nove companheiros, de forma que não possam sequer falar um com o outro. Ao longo dos anos, o trio busca meios de sobreviver não só à tortura, mas também ao encarceramento que fez com que ficassem completamente alheios à sociedade, sem a menor ideia se um dia seriam soltos.