Autores peruanos na Casa da América Latina

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

26 de novembro, 19h00
Casa da América Latina

A Embaixada do Peru convida para a apresentação do novo livro do novelista e poeta Renato Cisneros e ao diálogo sobre a “Narrativa Peruana Contemporânea” com a participação do escritor e dramaturgo Santiago Roncagliolo. Poderá também visitar nesta ocasião a exposição de fotografia da artista peruana Sandra Elías, na Casa da América Latina, dia 26 de Novembro, às 19h00.

Renato Cisneros nasceu em Lima, Peru, em 1976. Estudou Ciências da Comunicação na Universidade de Lima e concluiu o mestrado em Jornalismo Escrito na Universidade de Miami, Estados Unidos.

Publicou três livros de poemas, um livro de contos “Busco Nóvia” e um livro gráfico escondido sob a aparência de uma agenda “La Anti agenda 2010”. Em Fevereiro de 2010 publicou o seu primeiro romance, “Nunca confies em mim”. Colaborou com revistas (impressas e virtuais) de diversas partes do mundo, entre elas “Letras Libres”, “Sonho” e “Etiqueta Negra”.

Publicado em Portugal pela editora Planeta Azul, com “Deixarás a Terra”, um romance sobre como um silêncio antigo selou durante duzentos anos o mistério de uma família.

Marcado pela violência peruana dos anos 80, Santiago Roncagliolo escreve sobre o medo e o mal, desde a experiência quotidiana à história política.

Os seus filmes de suspense e romances negros foram publicados em todo o mundo latino-americano e apareceram em mais de vinte idiomas, incluindo inglês, francês, chinês ou árabe. Em português estão disponíveis Pudor, Abril Rojo e o relatório La Cuarta Espada. Este último faz parte de uma trilogia de histórias reais sobre o século XX hispânico, completada pelo El Amante Uruguayo e Memorias de una Dama, considerado “o último livro censurado da América Latina”.

Sandra Elias, natural de Lima, nascida em 1977, estudou Fotografia Profissional no Centro de la Imagen. Em 2014 e 2015, fez mestrado em fotografia latino-americana com Alejandro Castellote.

O seu trabalho foi exibido em 2010 em França; na Bienal de Fotografia de Lima em 2012, depois na exposição “Fotografía después de la fotografía”, como parte da II Bienal de Fotografia de Lima, em 2014; no salão de delegados da Unesco em Paris, numa exposição individual em 2016. Paralelamente ao trabalho de projetos pessoais, dedica-se à docência no Centro de la Imagen.

A exposição das suas imagens estará disponível até ao dia 29 de novembro.

Texto por: Bernardo Vilhena