Mostra documental Cuba e Portugal: 500 anos de conhecimento

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

Até 6 de setembro
Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Alameda da Universidade
Entrada livre

Para assinalar o centenário das relações diplomáticas entre Portugal e Cuba, a Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas e a Embaixada de Cuba levam a cabo uma mostra documental que dá conta de um conhecimento recíproco que recua ao século XVI.

Através do documento de arquivo estabelece-se um percurso cronológico que pretende mostrar como foram sendo criadas as bases das futuras relações diplomáticas que perduram até aos dias de hoje. Um dos exemplares dessa relação bilateral entre os dois países é um parecer de 1824, elaborado por solicitação régia, sobre as condições de comércio com Havana, tendo em vista a criação de uma representação consular.

A exposição, patente até ao dia 6 de Setembro, tem documentos que remontam ao século XVI. Um total de 27 mostras documentais onde se pode ver, por exemplo, uma Carta Patente, datada de 1836, e atribuída por D. Maria II a José Miguel Fernandes como Cônsul da Nação Portuguesa em Havana e mais portos da Ilha de Cuba, ou a cópia de um telegrama, datado de 1959, dirigido a António Oliveira Salazar, expressando um protesto pela concessão de asilo político ao ex-presidente de Cuba Fulgêncio Baptista, ou ainda uma “planta do sítio de Havana e sua expugnação por os ingleses” datada de 1762.

Por ocasião da inauguração desta mostra documental, a embaixadora de Cuba em Portugal Mercedes Martínez sublinhou a importância das relações diplomáticas entre os dois países e recordou alguns cidadãos portugueses que passaram por Cuba, como o escritor Eça de Queiroz ou Matías Perez, um alfaiate e fabricante de toldos com grande sucesso. Leia o discurso aqui.

A exposição está aberta ao público das 9h30 às 17h30.