Agenda cultural de outubro da Casa da América Latina

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

Os espetáculos na Casa da América Latina não param e outubro promete ser um mês em cheio no que respeita à divulgação do que de melhor se faz na cultura latino-americana em Portugal.

No dia 3, a CAL acolhe o Festival Internacional de Cinema sobre Património Heritales. Este festival procura divulgar narrativas de natureza fílmica e gráfica relacionadas com o património cultural material e imaterial. Desta forma, centra o seu papel numa área principal da UNESCO, a comunicação e informação.

A semana não acaba sem que a Casa da América Latina receba a sessão de comemoração dos 20 anos de Detetives Selvagens, do chileno Roberto Bolaño. Dia 4, às 18h, a apresentação do romance ficará a cargo de Sonia Miceli. Por sua vez, Maria Fondo falará sobre Bolaño em Portugal.

12 de outubro, entre as 18h30 e as 19h30, o auditório da CAL é o espaço ideal para quem gosta de violão, um instrumento que tem vida longa – nas ruas, nos bares, nas rodas, mas também nos concertos eruditos. Dois violões é uma colcha de ritmos em toda sua profundidade harmónica e com a sonoridade rica da música popular.

A terceira semana do mês abre com a VI Mostra de Cinema Dominicano em Lisboa. Dias 17 e 18 de outubro, o auditorio da CAL apaga as luzes para exibir uma seleção da melhor cinematografia da República Dominicana.

A fechar a semana, 20 de outubro, Martin Nery, músico argentino, vem apresentar o álbum “Matriz del água”, premiado pela Iberomúsicas, uma obra conceptual que nasceu da relação muito próxima com uma família de pescadores, habitante de uma pequena ilha localizada em “La boca de la Milonga”, um dos braços do rio Paraná, Argentina.

No dia 25 de outubro, a CAL assinala o Centenário da publicação de “Cuentos de la Selva”, de Horacio Quiroga, com uma sessão de leitura que ficará ao cargo de Francisco Gomes.

Cecília Bonardi completa o rol de atuações na CAL no mês de outubro. A cantora argentina, que juntamente com o pianista Daniel Schvetz, dá início a um projeto que tem por objetivo unir musicalmente Buenos Aires e Lisboa, atua no auditório da Casa da América Latina dia 26, às 21h30.