JP.Group recebe embaixadores da América Latina

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

O jp.group voltou a receber os Embaixadores e diplomatas latino-americanos da Argentina, Brasil, Cuba, Panamá, Republica Dominicana, Paraguai, Peru, Uruguai e a Casa da América Latina em Matosinhos, no dia 23 de fevereiro, com o entusiamo e energia que os caracteriza, testemunhando porque é um dos maiores grupos empresariais português nessa região.

O Grupo português atua principalmente no setor das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), mas também em áreas complementares que reforçam e valorizam as soluções oferecidas ao mercado. Com um profundo conhecimento e experiência no setor tecnológico a nível local e global, o jp.group integra um conjunto diversificado de negócios, distribuídos pelas áreas da Educação, Distribuição, Serviços e Investimentos.

Uma das unidades de negócio do Grupo – a jp.ik – tem liderado, desde 2008, uma iniciativa pioneira de Educação com base nas TIC. Os conhecimentos adquiridos em projetos desenvolvidos em todo o mundo tornam a jp.ik no parceiro de referência para criar, integrar e dinamizar as melhores práticas no uso da tecnologia na Educação.

Presente em mais de 70 países, a jp.ik lidera a implementação de mais de 20 projetos educativos de larga escala, abrangendo, até ao momento, mais de 15 milhões de alunos.
A iniciativa integrada desenvolvida pela jp.ik – “Inspiring Knowledge Ecosystem” -, abrange três pilares chave de um projeto educativo de base tecnológica – Tecnologia, Engenharia e Pedagogia – como parte de um projeto educativo com impacto a longo prazo.

Com este ecossistema educativo a jp.ik distribui mais do que tecnologia, assegurando a transferência de conhecimento como fator-chave de sucesso, apoiando o desenvolvimento sustentável das comunidades.

João Paulo Sá Couto, CEO do Grupo, e sua equipa explicaram porque são convidados por governos para apresentarem projetos: “O jp.group não se limita a cumprir prazos e a executar o seu trabalho. Não é o tamanho que define a importância de um projecto e sim a continuidade e a manutenção desse projecto no tempo. Os laços com cada projecto realizado mantêm-se por muitos anos. Acompanhamos cada um deles. Seja em fábricas com centenas de funcionários que implementámos na Bolívia ou com dezenas em El Salvador. Seja em grandes metrópoles latino-americanas ou em aldeias no Quénia, onde a logística de transporte dos computadores pode ser feita de burro. O respeito pelos nossos clientes e pelos utilizadores dos nossos equipamentos ou das escolas que também já construímos, sejam crianças ou idosos – projecto mais recente no Uruguai – assim o exige”, adiantou.

Brigida Scafo, Embaixadora do Uruguai em Portugal agradeceu o acolhimento e elogiou particularmente o projeto de distribuição de 15.000 tablets a seniores, com software adaptado, um projeto do Governo Uruguaio desenhado com a jp.ik, para promover o acesso digital a grupos de idades mais avançadas, facilitando o seu contato com a família e com o mundo, combatendo a solidão e implementando um envelhecimento ativo.

Para saber mais consulte o site da jp.ik.