2017 – Cultura, Ciência e Comunicação

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

Cultura e Ciência

O ano de 2017 trouxe a consolidação do trabalho iniciado no ano anterior em que as novas instalações foram determinantes para a concretização de alguns projetos.

A integração na programação da Lisboa – Capital Ibero-americana da Cultura permitiu um programa reforçado no que às comemorações do Dia Mundial da Poesia se refere: teve lugar a Festa da Poesia que teve a duração de uma semana. O habitual encontro na Festa da Poesia no CCB foi precedido de encontros que tiveram lugar na CAL. A memória destes dias de festa entre poetas e público ficou registada numa antologia de poesia publicada pela CAL. O mesmo se poderá dizer da Mostra de Cinema, atividade com um público fiel e que a CAL organiza anualmente. Este ano e por força da associação já referida, a VII Mostra de Cinema, viu aumentado o número de filmes, geografias, temas e realizadores convidados.

Ao longo do ano a CAL apresentou duas exposições na sua galeria. Uma de Ozias Filho e a segunda Daniel Mordzinski, sobre escritores ibero-americanos. Esta exposição teve no site da CAL uma extensão virtual, inaugurando esta forma de poder dar visibilidade a novos trabalhos. Foram apresentados os espectáculos teatrais “Stroni-Quiroga” e “O estranho caso do bigode irónico – vida e obra de Mario Benedetti”. Foram também apresentados espetáculos musicais como La Trama, Trio Concertante, Hugo Acosta, Anat Coeh e Marcelo Gonçalves, Carlos Cid, Lautaro Tissera Favaloro, Mikroduo, Musaicus, Patrícia Lopes, Quarteto Corda & Canto.

A promoção literária continuou como um eixo fundamental da nossa atividade. Celebrámos os 50 anos da primeira edição de “Cem anos de solidão”, de Gabriel Garcia Marquez, com uma sessão que contou com a presença de leitores ao vivo e teve a colaboração da TSF. Ao longo do ano, a CAL foi também local de encontro de escritores e tradutores com o seu público tendo sido a anfitriã do lançamento de obras de Milton Hatoum, Pablo Azocar, Ignacio Molini, dando assim visibilidade à literatura ibero-americana.

A relação com o mundo académico reforçou-se mediante o apoio e participação a colóquios e conferências. De sublinhar o apoio dado ao 1º Congresso Ibérico de Semiótica realizado pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa que viabilizou a presença de especialistas oriundos da América Latina. E a colaboração no colóquio ““Poesia, Paz e Guerra”.

A parceria entre a CAL, a Fundação Millenium BCP e o Instituto de Medicina e Higiene Tropical saiu reforçada com a instituição de uma cátedra que terá o seu inicio em Janeiro do próximo ano com a participação de um professor brasileiro. A parceria com o Banco Santander/ Totta continua a dar frutos e mais uma vez foi organizado e atribuído o Prémio Científico Mário Quartin Graça que conta já com 8 edições. Ainda neste âmbito a CAL organizou, com a Embaixada do Uruguai, uma dia dedicado à cooperação médica entre Portugal e aquele país que contou com a participação de reputados especialistas, nomeadamente do Prof. Eduardo Barroso e o Prof. Paulo Ferrinho. O encerramento foi feito pela Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação. Ainda neste âmbito a CAL é parceira da Rede Coopmar (Cooperação Transoceânica, Políticas Públicas e Comunidade Sociocultural Ibero-americana) e do  Centro de Estudos Interdisciplinares em Educação e Desenvolvimento (CeiED) ambos pertencentes à Rede CYTED. A Cal tem vindo a desenvolver contactos no sentido de preparar novas iniciativas no âmbito científico.

A CAL não descurou a parte social tendo organizado algumas iniciativas de apoio solidário da qual se destaca a angariação de fundos para com as vítimas sismo no México, colocando as artes, a gastronomia e o artesanato ao serviço de uma causa de valor universal, num esforço conjunto entre cidadãos, instituições e empresas que mostrou mais uma vez como a América Latina constitui uma comunidade coesa e solidária, unida na sua diversidade. A Casa da Galeotas foi também o local escolhido pela comunidade chilena em Portugal para homenagear os bombeiros portugueses que intervieram no combate aos incêndios florestais no Chile.

Comunicação

Durante o ano de 2017 reforçámos a nossa Comunicação, adaptada a um novo contexto de programação, numa nova sede que permitiu alargar o âmbito de relações culturais e empresariais da CAL. Em articulação com as áreas de atuação das CAL a comunicação continuou a produzir mensalmente duas newsletter, uma para a economia e outra para a cultura.

Para além da divulgação de atividades, a CAL saiu à rua para ir ao encontro dos latino-americanos empreendedores em Portugal. Várias foram as entrevistas e os testemunhos recolhidos, na tentativa de apresentar um retrato da comunidade latino-americana e dar conta do seu dinamismo.

Iniciou-se a produção online de eventos com a apresentação de exposições virtuais. E reforçou-se a componente de interação com o público.

A CAL criou uma conta no Instagram, agora com um impacto maior nas redes sociais, que ganham mais seguidores todos os dias. Entrevistámos vários restaurantes e agentes culturais latino-americanos a operar em Lisboa, estimulando a divulgação de iniciativas de empreendedorismo e projetos de cariz social, cultural, solidário e sustentável, que comprovam a presença ativa desta comunidade em Portugal.

A relação com as embaixadas foi também estimulada a partir da divulgação integrada dos projetos, bem como com a realização de diferentes atividades no espaço sede da CAL. Diversos eventos de cariz económico foram acompanhados e divulgados, de forma a criar uma relação reforçada com empresas interessadas em investir na América Latina. Para além da divulgação de eventos ou atividades a Cal reforçou a publicidade no seu site por forma a dar visibilidade aos seus associados.

Ficou por concretizar um diálogo mais eficaz com os órgãos de Comunicação Social, embora para eventos particulares se tenham conseguido parcerias interessantes. Tentaremos no próximo ano reforçar e concretizar este objetivo.