Feira do Livro de Guadalajara com programa especial para edição de escritores portugueses

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

A comissária da Feira Internacional do Livro de Guadalajara 2018, Manuela Júdice, e também secretária-geral da Casa da América Latina, informou que a participação de Portugal como convidado de honra deste certame contará com um programa criado especialmente para apoiar editoras latino-americanas que queiram publicar obras de autores de língua portuguesa.

Este programa especial de apoio à tradução, à ilustração e à edição, criado pelo Instituto Camões e pela Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), contempla editores mexicanos e da América Latina em geral para a tradução e edição em espanhol de obras de escritores de língua portuguesa (com exceção do Brasil, que já foi país convidado).

Firmado com o intuito de “promover a economia portuguesa, as exportações portuguesas, o país, o turismo, além da cultura, e muito concretamente além do livro”, como explicou a comissária, este programa é uma aposta em “mostrar o que há de novo, o que há de importante na universidade portuguesa, os investigadores, professores, cientistas que Portugal tem e que são muito desconhecidos daquele lado do mundo”.

Manuela Júdice está a proceder ao levantamento das publicações de escritores portugueses no México, quer com o apoio português (como é o caso de José Luís Peixoto, Gonçalo M. Tavares, Nuno Júdice, Mia Couto e José Eduardo Agualusa), quer sem apoio (José Saramago, António Lobo Antunes, Eça de Queiroz e Fernando Pessoa).

“Não há uma boa antologia da poesia mexicana publicada em Portugal, é pena. Existe uma boa antologia da poesia colombina, não existe isso em relação ao México”, afirmou a comissária, destacando que, inclusivamente, há autores mexicanos “muito interessados na poesia portuguesa”, como é o caso de Blanca Luz Pulido, que tem traduzido Ana Luísa Amaral, Nuno Júdice e Fiama Hasse Pais Brandão, ou de Marco António Campos, “grande poeta mexicano que também tem feito muito pela divulgação da poesia portuguesa no México”.