MAAT inaugura exposição do cubano Carlos Garaicoa

Etiquetas: , ,
___________________________________________________________________________________

Carlos Garaicoa exibe a instalação “Yo nunca he sido surrealista hasta el día de hoy” na Galeria Oval do MAAT, um projeto site-specific de grande escala que explora a relação entre cidade e homem, arquitetura e urbanismo, ficção e realidade.

Esta obra levanta questões socialmente relevantes para os contextos geopolíticos em que o artista trabalha: “Os encontros e desencontros entre a Europa e a América Latina; na procura de uma narrativa alternativa ao pensamento eurocêntrico-colonial dominante nos países sul-americanos; em temas como o fracasso do projeto modernista e o fim das grandes utopias do século XX; nas tensões e contradições económicas, políticas e sociais da sociedade contemporânea e o seu impacto na paisagem urbana”.

A exposição tem entrada gratuita, no âmbito da festa de pré-abertura da Feira ARCOlisboa, que a Fundação EDP patrocina.

Carlos Garaicoa estudou no Instituto Superior de Arte (ISA), em Havana, de 1989 a 1994. Realizou múltiplas exposições em todo o mundo, tendo recebido vários prémios internacionais. A curadoria desta obra está a cargo do diretor do MAAT, Pedro Gadanho, e de Inês Grosso.