Reuniões empresariais preparam missão ao Uruguai

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

“O Governo Uruguaio lançou um Plano de Investimentos no setor das obras públicas que prevê o lançamento de obra pública em regime de PPP no setor ferroviário e rodoviário, num investimento na ordem dos 315 milhões de euros”, referiu Filipe Vasconcelos Romão, da Câmara do Comércio Portugal Atlântico Sul (CCPAS) ao grupo de empresas que se reuniram na Fundação AIP, no dia 16 de março, para escutarem os projetos futuros neste setor.

Esta foi a primeira de duas reuniões de empresariais promovidas pela Casa da América Latina (CAL), a Fundação AIP e CCPAS sobre os setores de construção civil, gestão de resíduos urbanos e industriais e saneamento básico, mobiliário urbano e Iluminação Pública. A segunda, realizada a convite do Novo Banco, aconteceu no dia 29 de março.

“O Uruguai é um país seguro, aberto, que não discrimina o investidor estrangeiro relativamente ao nacional e tem um dos sistemas mais transparentes da América Latina. Embora com um mercado pequeno com 3,5 milhões de habitantes, o Uruguai pode ser uma excelente localização para empresas que queiram trabalhar mercados como Brasil, Argentina e até México”, referiu a Embaixadora do Uruguai, Brígida Scaffo Erviti na abertura desta última reunião.

As reuniões da missão organizada ao Uruguai estão a ser preparadas não só com entidades públicas nacionais ou empresas privadas, mas também com intendências como Montevideo, que gere o sistema de resíduos urbanos de uma área correspondente ao dobro de Lisboa e onde “as empresas portuguesas podem ter oportunidades de negócios”, afirmou Filipe Vasconcelos Romão. Da mesma forma, empresas de mobiliário urbano terão interesse em investir em cidades como Colonia de Sacramento ou Punta del Este, “que estão interessadas em embelezar os espaços públicos e de lazer, ou simplesmente substituir a iluminação tradicional por iluminação Led, eficiente e mais barata que a alemã”, exemplificou.

Marta Mariz, diretora do Novo Banco, ressalvou que “as oportunidades não surgem sem investimento”. “O Novo Banco apoia os seus clientes em geografias onde podem surgir efetivas oportunidades. Acreditamos que o Uruguai pode ser uma dessas geografias. Bom trabalho e bons negócios”, concluiu.

Galerias de fotografias – 16 de março, Fundação AIP
Galerias de fotografias – 29 de março, Novo Banco