México investe 23 mil milhões em energias verdes

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

O acordo assinado em Paris com vista à diminuição da emissão de gases de estufa já está a gerar resultados. Pelo menos no México, onde o presidente Enrique Peña Nieto anunciou um investimento estatal de 23 mil milhões de dólares no Pemex (Petróleos Mexicanos) tendo em vista a criação de energias limpas e a protecção do meio ambiente.

Este montante será aplicado ao longo de três anos nas refinarias pertencentes à Pemex e, ao abrigo do acordo assinado na COP21, destina-se a reduzir a emissão de gases tóxicos para a atmosfera e assim conter o aquecimento global. Além disso, o Pemex espera que esta vaga de investimento permita a criação de 63 mil empregos.

O investimento está enquadrado na política de Reforma Energética mexicana e prevê, por exemplo, a produção de combustíveis mais limpos que permitirão a redução em mais de 90% da emissão de gases de efeito de estufa; o aproveitamento de resíduos nas refinarias de Tula, Salamanca e Salina Cruz; a implementação do projecto Cactus, que prevê a co-generação de energia eléctrica a partir da produção de petróleo e a criação de dois mil postos de trabalho.

O Pemex anunciou ainda que este montante permite avançar com a requalificação do Museu Tecnológico, que terá início em 2016. O projecto assinado pelo arquitecto Enrique Norten dará origem ao novo Museu Nacional de Energia e Tecnologia.