Exposição fotográfica ‘Somnus Mundo Equador’

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

15 de Janeiro a 6 de Fevereiro de 2015
Casa da América Latina
Inauguração: dia 15 de Janeiro às 18h30
Entrada livre

A Casa da América Latina apresenta, de 15 de Janeiro a 6 de Fevereiro, a exposição fotográfica ‘Somnus Mundo Equador’, resultante de um projecto de Ana Filipa Ferreira e Cristina Aurélio que, durante 3 meses, colaboraram com jovens da comunidade indígena de Tixán, no Equador.

O projecto desenvolveu a cooperação em actividades pedagógicas e artísticas em regime de voluntariado. Tixán, situado numa zona serrana na província de Chimborazo, é uma das localidades mais pobres do Equador.

Os autores das fotografias presentes na exposição são Eva Pinto, portuguesa que acompanhou o projecto durante duas semanas, e Mario Javier Bross Guadalupe, nativo de Tixán.

Em conversa com a CAL, as duas autoras do projecto revelaram que se conheceram em Londres e, mais tarde, após Ana Filipa Ferreira ter rejeitado uma proposta para fazer voluntariado durante um mês no Equador, decidiram criar um projecto próprio para um período de três meses. As voluntárias partiram para o Equador com o objectivo de partilharem, e nunca imporem a sua perspectiva.

Filipa e Cristina cedo perceberam que muitas crianças acordam cedo para irem, várias delas a pé durante cerca de duas horas, à escola, regressando depois para, de tarde, ajudarem a família em tarefas domésticas ou na agricultura. O seu contributo, entendem, deu-se sobretudo ao partilharem com as crianças que existem outros países, outros continentes, outras culturas. Pediram aos alunos que fizessem desenhos sobre a sua realidade, que seriam mais tarde trocados por desenhos de outras crianças portuguesas e espanholas.

Chocante foi, para ambas, assistirem à forma natural como a morte de algumas crianças, acidental ou por suicídio, foi encarada por outras crianças. Filipa e Cristina reuniram-se com as autoridades locais, que se revelaram receptivas a encontrar formas de reduzir os riscos para a segurança das crianças. Mais tarde, as autoras confirmaram que aumentou o número de carrinhas de caixa aberta que transportam crianças entre a escola e as comunidades indígenas.

Mais informação: blog e página no Facebook do projecto ‘Somnus Mundo’.