Divulgados programa e site da Mostra de Cinema

Etiquetas: , , , , ,
___________________________________________________________________________________

Foi apresentado no dia 24 de Novembro, no hotel Vila Galé Ópera, em Lisboa, o programa da 5ª edição da Mostra de Cinema da América Latina (MCAL). Maria Xavier, a coordenadora de programação da Casa da América Latina (CAL), a instituição que organiza a Mostra, revelou que a diversidade, a qualidade e inclusividade foram factores determinantes na escolha dos filmes, e destes destacou Relatos Salvajes, The Voice Thief, La Jaula de Oro, As Canções e Eduardo Coutinho, 7 de Outubro.

Clique aqui para abrir o site da Mostra de Cinema da América Latina.

Maria Xavier falou de Horizontes, Novos Caminhos e Eduardo Coutinho: Uma Retrospectiva, as três secções de que se compõe a MCAL deste ano, que se realizará de 10 a 14 de Dezembro no Cinema São Jorge, em Lisboa, e de 30 de Janeiro a 1 de Fevereiro na Casa das Artes, no Porto. As duas primeiras secções, referiu, incluem curtas e longas-metragens de nove países, sendo nelas representadas distintas realidades da América Latina, assim demonstrando a diversidade da região. A secção restante consiste numa homenagem ao cineasta Eduardo Coutinho, falecido em 2014, através da exibição de três dos seus mais importantes filmes, bem como de um documentário em que é Coutinho o entrevistado, em vez de entrevistador, a imagem de marca dos seus filmes.

Na conferência de imprensa, a Secretária-Geral da CAL, Manuela Júdice, salientou que a MCAL chega desta vez também ao Porto graças à candidatura bem-sucedida do projecto a fundos comunitários, através do Alto Comissariado para as Migrações. Foi também destacado o papel importante desempenhado pelas Embaixadas latino-americanas em Portugal, bem como pela EGEAC e as Câmaras Municipais de Lisboa e do Porto, na organização de mais uma MCAL.

A MCAL de Lisboa vai ter início com Relatos Salvajes, às 21h30 do dia 10 de Dezembro. O filme, realizado por Damián Szifrón, produzido por Pedro Almodóvar e com Ricardo Darín num dos principais papéis, foi incluído na selecção oficial do Festival de Cannes 2014 e é o candidato argentino ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. No dia seguinte serão exibidos, às 19h00, a curta E e Edifício Master (realizado por Eduardo Coutinho em 2002, premiado no Festival do Gramado), e às 21h30 a curta Ricchieri e o paraguaio Costa Dulce.

Para dia 12 estão previstos, às 19h00, Jogo de Cena (de Eduardo Coutinho), e, às 21h30, a curta surrealista The Voice Thief (de Adán Jodorowsky, filho de Alejandro Jodorowsky) e a longa Las Analfabetas, premiada no Festival de Gramado, no Festival Internacional de Cinema de Santiago do Chile, no Festival Internacional de Mar del Plata, na Argentina, e no Festival Ibero-Americano de Huelva, em Espanha.

No dia 13 serão exibidos La Demora, de Rodrigo Plá (17h00), Solecito e Los Hongos, ambos do colombiano Oscar Ruiz Navia (19h00), a curta cubano-australiana Los Pantalones Rotos e o último filme de Eduardo Coutinho, As Canções (21h30). Para o dia 14 estão reservados A Jaula de Ouro (17h00), prémio Un Certain Regard em Cannes, o documentário Eduardo Coutinho, 7 de Outubro, de Carlos Nader (19h00), e Azul y no tan Rosa, filme de Miguel Ferrari, que encerrará a MCAL em Lisboa.

No Porto serão exibidos E e Edifício Master, às 21h30 do dia 30 de Janeiro. Para o dia seguinte as sessões previstas são as de Ricchieri e Azul y no tan Rosa (17h00), The Voice Thief e Las Analfabetas (19h30), Los Pantalones Rotos e As Canções (21h30). No dia 1 de Fevereiro, o último da MCAL na Casa das Artes, serão exibidos A Jaula de Ouro (17h00), Eduardo Coutinho, 7 de Outubro (19h30) e Relatos Salvajes (21h30), que fechará a edição.