CAL assina Memorando de Entendimento com UCCI

Etiquetas: ,
___________________________________________________________________________________

A Casa da América Latina e a União das Cidades Capitais Ibero-americanas (UCCI) assinaram, no dia 25 de Setembro de 2014, um Memorando de Entendimento para cooperação nas áreas cultural e económica. A assinatura teve lugar em Buenos Aires, capital da Argentina, no âmbito da XVI Assembleia Geral da UCCI.

O memorando prevê o fortalecimento de relações entre as duas instituições, nomeadamente com a participação da UCCI no Curso de Verão da CAL, que se realiza anualmente em Lisboa, bem como com a participação da CAL no Programa Ibero-americano de Formação Municipal, que decorrer anualmente em Madrid.

O documento refere a importância de uma “troca regular de informações nas áreas económica e cultural com vista a uma programação integrada”. As actividades de ambas as instituições deverá também ser difundida junto dos membros de cada uma das organizações.

A UCCI é uma organização internacional de carácter municipal, não-governamental e sem fins lucrativos, que tem por objectivos fomentar os vínculos e favorecer as relações e intercâmbios nas diferentes áreas de trabalho das grandes cidades, favorecer o desenvolvimento harmónico e equilibrado das cidades, nomeadamente a solidariedade e a cooperação entre elas.

Na XVI Assembleia Geral da UCCI, os membros da instituição declararam o seu compromisso para “a construção de cidades mais sustentáveis”, com “equidade social e inter-geracional”. As fontes de energia renováveis, a gestão eficiente de resíduos sólidos urbanos e a revalorização dos espaços verdes são outros dos aspectos salientados pela UCCI, que trabalhará também para “promover a inclusão social, económica e política” nas suas cidades-membros.

As prioridades da UCCI para o biénio 2014-2015, no âmbito social, são a coesão social, a igualdade de oportunidades e a luta contra a pobreza urbana e a exclusão, “com especial ênfase na defesa dos grupos sociais mais débeis e desprotegidos”. Também o meio ambiente e a sustentabilidade são preocupações da UCCI. No plano económico, a competitividade e o “turismo como ferramente do desenvolvimento económico local” são pontos destacados. Em termos culturais, a UCCI fará por estimular uma “identidade cultural ibero-americana” e fomentará as indústrias culturais. Na área política, envidará esforços por maior eficiência e qualidade na gestão pública, que procurará tornar mais aberta aos cidadãos.