Ópera baseada em conto de Cortázar no Maria Matos

Etiquetas: , , ,
___________________________________________________________________________________

21 e 22 de Fevereiro de 2014
21h30
Teatro Municipal Maria Matos, em Lisboa

A Gulbenkian Música apresenta no Teatro Municipal Maria Matos, em Lisboa, na próxima sexta-feira e sábado (21 e 22 de Fevereiro), a ópera The House Taken Over, um trabalho do compositor português Vasco Mendonça com base em Casa Tomada, um conto de Julio Cortázar. 

O evento, integrado no programa Gulbenkian Música, é mais um de vários que em 2014 evocam a memória do argentino, que nasceu há 100 anos e faleceu há 30. A Casa da América Latina é uma das instituições que lembram o autor em 2014, o Ano Cortázar.

Com libreto da dramaturga inglesa Sam Holcroft, The House Taken Over foi criada para o Festival de Aix-en-Provence e já foi apresentada em França, na Bélgica e no Luxemburgo.

A obra narra a história de um irmão e uma irmã que vivem numa casa de família e cujos afazeres quotidianos são essencialmente habituais. Até que ouvem ruídos recorrentes num dos espaços da casa e sentem, aos poucos, o seu espaço de vida encolher até que se vêem forçados a sair de casa.

Em entrevista ao Expresso (15/2/2014), Vasco Mendonça referiu que da obra lhe interessa sobretudo a dimensão humana – “o drama íntimo, a dinâmica entre as personagens -, mais do que a política. A ópera resultante partiu das linhas vocais construídas: “a música surge como caixa de ressonância de certos momentos dramáticos, e o meu trabalho foi encontrar um equilíbrio entre as alturas em que a música alimenta o drama e as alturas em que ela é contaminada por este”.

“Há um aspecto que me comove naquelas personagens: a um dado momento, aquelas vidas fizeram sentido. Elas tiveram uma vida, houve possibilidades, mas progressivamente o sentido desapareceu. E o que resta é o ritual, pois eles legitimam a sua existência através da repetição, das tarefas diárias, da ordem. O próprio ritual foi-se transformando numa coreografia patética”, afirmou Mendonça.