Entrevista a Eduarda Coutinho sobre a exposição

Etiquetas: , , , , , ,
___________________________________________________________________________________

A Casa da América Latina entrevistou a autora da exposição No Rasto dos Tainos de Cuba, Eduarda Coutinho, a propósito da sua investigação em Cuba e do que a levou a retratar artisticamente os tainos, uma civilização pré-hispânica:

O que a levou a escolher os tainos de Cuba como tema para a sua investigação?
A maior parte da minha pesquisa como artista visual está relacionada com a arqueologia. A escolha da interpretação plástica das peças dos tainos de Cuba foi o propósito de procurar civilizações sem proeminentes manifestações culturais ou artísticas. São as culturas minoritárias que demonstram a diversidade da cultura do homem. Foi uma paixão ao primeiro olhar. As peças originais são fascinantes.

O que mais a fascina na cultura taina?
O facto de este povo não ter tido ferramentas metálicas e mesmo assim ter executado peças minúsculas e maravilhosas.

Que nível de curiosidade tem a população cubana contemporânea em relação ao passado taino de Cuba?
O povo cubano é muito instruído e aprende no ensino secundário e universitário toda a cultura referente aos tainos. Sempre se mostraram muito interessados na minha pesquisa durante as palestras e exposições que fiz durante a minha estadia em Cuba.

Considera que a cultura taina é suficientemente divulgada em Cuba? E em Portugal?
Em Cuba há congressos, simpósios e exposições sobre a cultura taina, frequentemente. Vários artistas interpretam, como eu, a arte taina. Em Portugal é pouco divulgada.

O que destaca do seu trabalho de investigação, como principal contribuição para a divulgação da cultura taina?
O meu projecto visa a compreensão da relação entre estas peças e outras semelhantes de outras culturas. A minha investigação, além de ajudar na divulgação, ainda abordou todos os aspectos visuais das peças nos seus aspectos formais, nas suas características materiais, tendo sempre como objectivo a minha interpretação plástica dessas formas antropomorfas.