Embaixador despede-se com “enorme mala imaginária”

Etiquetas: , , , ,
___________________________________________________________________________________

O Embaixador do Chile em Portugal, Fernando Ayala, vai passar a representar o seu país em Trinidad e Tobago. Dado o seu mandato terminar em agosto próximo decidiu convocar representantes de várias das instituições e empresas com que colaborou no país, entre elas a Casa da América Latina, para lhes endereçar palavras de apreço.

“Não é fácil partir de Portugal”, revelou Ayala, para quem a zona da Estrela, onde viveu, os entardeceres do país e “a luz mágica que banha Lisboa” serão inesquecíveis. De tal modo que “gostaria de ser um heterónimo de [Fernando] Pessoa para poder ficar para sempre nesta cidade, para flutuar sobre cada canto de Portugal”.

Nesta despedida oficial, o ainda Embaixador disse-se “convencido de que Portugal superará esta crise” graças “ao talento e à preparação da sua gente, assim como à responsabilidade de quem faz a política” no país.

Ayala agradeceu ainda à Casa da América Latina, bem como às “amigas e amigos”, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, ao Cônsul Honorário do Porto, Jorge Figueiredo, aos jornalistas presentes, à Fundação Calouste Gulbenkian, ao Festival de Teatro de Almada, à Universidade de Coimbra, à família Amorim, ao BBVA e ao IPDAL.