O tsunami Carlos Fuentes

Etiquetas: ,
___________________________________________________________________________________

«Adão no Éden», de Carlos Fuentes e editado pela Porto Editora, é uma espécie de tsunami literário, já que a devastação que provoca é incalculável. A sua força está precisamente na multiplicidade de estragos que atinge, desde o jornalístico ao psicológico. A onda maior, no entanto, devasta por completo a sociedade mexicana (e mundial).

Carlos Fuentes é uma das vozes mais activa do México. Junto com Gabriel Garcia Marquez e Mario Vargas Llosa, forma o trio maravilha da literatura latino-americana actual. Obra após obra, o mexicano apresenta uma visão única de um país dominado pelo narcotráfico, que controla por inteiro a esfera social, económica e política de uma nação que parece mergulhada num caos sem esperança de reencontrar o seu digno caminho. Sem tremer no uso da sua arma, as palavras de Fuentes são autênticas balas que ferem sem dó a alma mexicana.

«- Está tudo a desmoronar-se, cunhado. Não há conserto possível. As forças da ordem só criam mais desordem. Não há autoridade. Os criminosos riem-se do governo. Os criminosos tornam-se, onde podem, governo. São como Al Capone, exigem submissão ou morte. Estão a apoderar-se do país.»